Artigos‎ > ‎

Sociedade

Que sociedade é esta que vivemos?

Não se pode acreditar nos rumos que ela vem tomando.

Tantas desigualdades, tanta corrupção daqueles que estão nas cadeiras mais altas. O pobre sempre mais pobre e o rico cada vez mais rico. A discriminação para com os/as pobres, os/as negros/as, as mulheres, os/as gays, as lésbicas, os travestis, os transexuais os/as indígenas dentre outros. Se não se faz parte daquele grupo esteticamente privilegiado já se é discriminado, ridicularizado, injustiçado.

Isso é justo?

E a justiça onde está?

Ah, já sei! Ela deve estar em casa descansando, afinal, os/as juízes(as) trabalham muito, umas 2h por dia numa sala de escritório com todo o conforto térmico que a Arquitetura pode lhe promover.

Ah, a Arquitetura! Qual seria o seu papel na sociedade? Todos têm acesso a ela? Qual o nosso papel na construção de uma sociedade mais justa e igualitária? Qual nosso papel enquanto cidadãos? E será que somos cidadãos? O que é ser cidadão? Cumprimos nossos deveres e nossos direitos são garantidos? Antes fosse...

Isso é justo?

Adianta brigar por leis e tentar a mudança através da eleição de quem não tem os mesmos interesses que o povo? Adianta votar? Vivemos numa democracia?

Que “democracia”! Vivemos numa falsa democracia, onde o poder político segue a economia mundial e a vontade de quem tem muito e quer mais. Ou vocês acham que lá nos planaltos pensa-se nos menos abastados? É justo sermos enganados dessa forma? É justo uns terem milhões à custa de outros estarem morrendo de fome?

O que nos resta?

Brigar por nossos direitos para garanti-los já que há tantas injustiças?

Pois é, mas o trabalhador não tem tempo pra exigir os direitos dele, ele tem que trabalhar duro todo dia para sobreviver.

Isso é justo?

Que sociedade esta que vivemos... 

[Carla Mendes Alves Pinto - estudante da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) - Diretora de Documentação e Informação - gestão 05/06  - Assessora da regional Nordeste - gestão 06/07 - ComOrg do EREA Maceió 2008]

Comments